Licenciamento Windows Server 2012

Processo de licenciamento de maquinas virtuais

Vou escrever o primeiro post do meu blog sobre um assunto que causa muitas duvidas, estou falando de Licenciamento Windows Server.

Tudo começou com a aquisição de uma licença do Windows Server 2012 Standard no qual foi adquirida para realizar a instalação do AD e o serviço de Terminal Service, pratica não recomendada pela Microsoft mais possível de se realizar na versão do 2008, e muitas vezes realizada pela falta de investimento da área de TI por parte das empresas devido ter que adquirir uma nova máquina e uma nova licença de Windows Server, dessa forma é necessário ter uma máquina para instalação do AD e outra para instalação do terminal service.

Em cima dessa situação a Microsoft começa a abrir espaço para virtualização no qual ela mesmo tem investido para capacitar pessoas e divulgar seu produto Hiper-V, dessa forma na versão do 2012 Standard dá direito a instalar 2 maquinas virtuais, ai começou a dúvida, a instalação das 2 maquinas virtuais são somente para Hyper-V? Ou poderia ser instalado na ferramenta da Citrix o XenServer? Então resolvi abrir um tópico no fórum da Technet da Microsoft que segundo respostas dos participantes as licenças eram somente para o Hyper-V, liguei para o pro suporte da Dell e também me informaram a mesma resposta, não satisfeito com a resposta liguei para suporte da Microsoft, que acreditem se quiser não sabem nada sobre o assunto o operador ficou pensando, pediu um tempo, tome musiquinha de espera e depois de algum tempo disse que as licenças eram somente para o Hyper-V, não confiando na resposta liguei novamente para o suporte da Microsoft e depois de alguma espera novamente me informaram que poderia ser realizado a ativação das licenças em qualquer hypervisor.

Resolvi dar uma pesquisada no google e cheguei ao seguinte folheto da Microsoft Licenciamento Windows Server 2012, depois de realizar a leitura as ideias clarearam, segue abaixo um breve resumo das versões.

Datacenter Edition: para ambientes de nuvem privada altamente virtualizados, a licença cobre até 2 processadores físicos e possui numero ilimitados de instâncias para maquinas virtuais.

Standard Edition: para ambientes não virtualizados ou levemente virtualizados, a licença cobre até 2 processadores físicos e possui 2 instâncias para maquinas virtuais.

Essentials Edition: para pequenas empresas com até 25 usuários e servidores com até dois processadores.

Foundation Edition: para pequenas empresas com até 15 usuários e servidores com um único processador.

Em nenhum momento cita que as instâncias virtuais devem rodar somente sobre o Hyper-V, então cheguei à conclusão que para ambientes virtuais temos 2 opções datacenter e standard, e a única diferença técnica entre as 2 versões é exatamente o número de instâncias de maquinas virtuais, que na datacenter temos ilimitadas instâncias e na standard temos somente 2, vale lembrar que caso instale as 2 licenças virtuais o host físico só poderá ser usado exclusivamente para gerenciar as maquinas virtuais, dessa forma caso instale o server 2012 Standard no host e o Hyper-V e as 2 maquinas virtuais, não poderá ser instalado qualquer outra função de servidor no host com Server 2012 Standard (AD, servidor de arquivos, DHCP…) somente o Hyper-V para gerenciar as maquinas virtuais, também existe a possibilidade de se instalar o Hyper-V diretamente no host físico ou qualquer outro hypervisor para fazer o gerenciamento das maquinas. Uma outra observação a se fazer é que mesmo você ativando a licença na máquina virtual a mesma fica atrelada ao host físico, dessa forma as 2 instâncias virtuais devem ser ativadas no mesmo host, e após ativado essa máquina virtual não pode ser transferida para outra host como um live migration por exemplo. Para essa finalidade deve ser adquirida versões datacenter e instalar em cada host do cluster e ai sim como se tem instâncias ilimitadas pode ser realizado live migration sem sair da legalidade.

Comentários